Otomaster 2017

  • Curso objetivo que aborda todas as áreas da Otorrino, focado na obtenção do título de especialista!
  • Curso Pioneiro que já está em sua 7ª edição.

Diferenciais:

  • Atenção individual ao aluno; 
  • Alto índice de aprovação na prova de título da ABORL;
  • Único Curso voltado para a preparação da prova do título;
  • Chat durante a apresentação com moderação;
  • Ao vivo;
  • Fórum à disposição 24hs para dúvidas;
  • Aulas testes atualizadas com as atuais tendências;
  • Aulas exclusivas com questões comentadas para revisão do conteúdo antes da prova de título de especialista;
  • A maioria dos professores são doutores pela USP;
  • Aulas de revisão com questões comentadas na véspera da prova de título;
  • Mais de 300 questões comentadas.

 

Valores do Otomaster e do Combo Cursos Online

 

 

Perguntas

Testes comentados Otomaster - (Dr. Felipe Sartor Guimarães Fortes e Dr. Luiz Carlos Melo Barboza Junior)

1. Em relação ao carcinoma de rinofaringe (NPC), podemos afirmar: 
a) 100% relacionado a EBV (vírus de Epstein Bar)
b) a RNM permite melhor avaliação da destruição óssea
c) os carcinomas queratinizados são sempre EBV positivo
d) entre os fatores ambientais podemos citar os trabalhadores da indústria de madeira
e) Os tipos II e III possuem perfil sorológico positivo para EBV enquanto o tipo I não.

2. Qual a porcentagem de deiscência do canal da artéria etmoidal anterior, nervo óptico e ACI respectivamente?
a) 40, 6 e 25%
b) 80, 25 e 6%
c) 10, 10 e 90%
d) 15, 90 e 10%

3. Sobre os tumores de glândula tireóide, assinale a incorreta:
a) O carcinoma papilífero é o mais comum
b) O carcinoma papilífero é o mais comum em crianças
c) O carcinoma papilífero tem melhor prognóstico que o de células de Hurtle
d) O carcinoma papilífero raramente é multifocal

4. Lactente de 1 ano de idade com estridor leve, sem batimento de asa nasal e/ou tiragem, apresenta hemangioma subglótico obstruindo 30% da subglote. O tratamento inicial deve ser:
a) traqueotomia
b) laringofissura e excisão cirúrgica da lesão
c) terapia com corticosteróides
d) tratamento endoscópico com laser

5. Qual o local mais comum de origem do colesteatoma congênito?
a) Mesotímpano
b) Quadrante póstero-superior da orelha média
c) Quadrante ântero-superior da orelha média 
d) Antro da mastóide

6. Sobre o doenças da orelha externa, assinale a alternativa CORRETA:
a) Fator predisponente para otite externa aguda (OEA) é a mudança do pH de ácido para normal ou alcalino
b) Na OEA, a pseudomonas aeruginosa não desempenha papel importante na etiologia. 
c) OEA localizada geralmente acomete o terço interno do CAE, onde há glândulas sebáceas e folículos pilosos. 
d) Otite externa crônica caracteriza-se por prurido intenso, ressecamento da pele e hipoacusia, sendo o fator etiológico mais importante a infecção crônica.

Respostas: 

1.Resposta: E. As neoplasias malignas de origem epitelial são as mais frequentes na rinofaringe (85%). Segundo classificação da OMS: o NPC tipo I é queratinizado e EBV negativo, o tipo II e II são não queratinizados e EBV positivos. A tomografia computadorizada permite maior avaliação da destruição óssea da base do crânio e a indústria da madeira está associada ao adenocarcinoma etmoidal.

2.Resposta: A. A deiscência das artérias etmoidal anterior (40%) e artéria carótida interna (25%)  são frequentes e o cirurgião deve estar atento a esta possibilidade durante as cirurgias endoscópicas endonasais.

3.Resposta: D. O carcinoma papilífero é o mais comum da glândula tireóide (60-80% dos casos), sendo geralmente multicêntrico e apresentando melhor prognóstico. O carcinoma de células de Hurtle é uma variante do tipo folicular, com pior prognóstico.

4.Resposta: C. O hemangioma subglótico geralmente apresenta-se assintomático ao nascimento, costuma progredir rapidamente até os 12 meses e regredir até 4 ou 5 anos de idade. O tratamento inicial geralmente é conservador, especialmente em pacientes sem sinais de insuficiência respiratória. 

5.Resposta: C. O colesteatoma congênito mais frequentemente origina-se na região epitimpânica anterior (quadrante ântero-superior da orelha média), enquanto o colesteatoma adquirido primário é mais frequente na região póstero-superior da orelha média (epitimpânico posterior). O mesotímpano costuma ser acometido mais precocemente no colesteatoma  adquirido secundário.

6.Resposta: A. A pseudomonas aeruginosa é o principal agente etiológico da OEA que acomete inicialmente os dois terços externos do conduto auditivo externo (onde há maior concentração de glândulas sebáceas e folículos pilosos). A otite externa crônica tem etiologia mista, infecciosa e hipersensibilidade.